Feira escolar cria túnel do bullying para conscientização


Sentir o bullying na pele. Foi dessa forma que estudantes do 1º ano B do Ensino Médio da escola Celso Müller do Amaral apresentaram o problema aos demais colegas e a comunidade escolar. O “túnel do bullying” é um trabalho que faz parte da 9ª Feira do Conhecimento, realizada ontem no colégio. Segunda-feira tem mais. Vale conferir cerca de 36 trabalhos expostos.
O projeto do bullying é uma forma de chamar a atenção dos alunos sobre o assédio moral, presente em escolas pelo país afora e resto do mundo. O assunto foi escolhido pelos alunos do 1º B depois de passar por votação em sala de aula. Cada turma tinha que escolher uma temática para apresentar durante a feira. “Nós escolhemos o bullying porque sabemos que ele está presente no dia a dia. Alguma coisa temos que fazer e nada melhor do que um jovem chamar a atenção de um outro sobre esse tema”, disse Letícia Alves, 16 anos, aluna do 1º B.
O túnel do bullying funciona da seguinte forma. Ao adentrar numa sala de aula o visitante é ‘bulinado’ de diferentes formas por alunos escondidos atrás do túnel, formado por uma estrutura de papel couché. Ao sentir na pela as ofensas, a pessoa é acolhida por outros alunos e ganha balas com mensagens que sensibilizam sobre o assunto. Na sequência, o visitante é recebido por uma outra equipe. Recebe informações sobre os diferentes tipos de bullying, suas causas e consequências, tanto para a pessoa agredida quanto para o agressor.
O professor Marco Antônio Leal coordena o trabalho dos alunos. Segundo ele, quanto mais se difunde o assunto entre a comunidade escolar maiores são as chances de se combater o bullying. “O objetivo é realmente chamar a atenção. Temos que banir esse tipo de violência nas escolas”, argumentou. Como forma de efetivar o trabalho foi colocado uma caixa de denúncia ao lado do “túnel do bullying”. A feira encerra, mas a caixa ficará por tempo indeterminado. Diariamente o coordenador da escola irá retirar os bilhetes para tomar as providências cabíveis.
Bullying
Essa semana O PROGRESSO relatou o caso de bullying dentro da Escola Daniel Berg. Os pais do garoto de 12 anos, o vendedor Olavo Bezerra e a autônoma Cristina Cardozo procuraram o Conselho Tutelar de Dourados e o Ministério Público Estadual (MPE) para denunciar ocorrência.
O menino apanhou várias vezes na escola e sofreu ameaças de outros estudantes. A notícia repercutiu no site do jornal e no Dourados Agora. Vários pais questionaram o assunto. Argumentaram que o problema está acontecendo de forma geral, e pouco está se fazendo para conter as ocorrências nas escolas.
A promotora da infância do Ministério Público Estadual, Fabricia Barbosa de Lima, diz que é comum receber denúncias de bullying. Segundo ela, o aluno agressor com mais de 12 anos recebe pena de prestação de serviço comunitário, como ajudar na manutenção e limpeza da escola. Os pais, direção e coordenação da escola são intimados para reunião sempre quando há ocorrências.

www.correiodoestado.com

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo