Rio de Janeiro inaugura primeira escola "Verde" da América Latina

 A primeira escola "verde" da América Latina, totalmente sustentável, foi inaugurada esta semana no Rio de Janeiro, Brasil, com mais de 50 medidas que permitem o melhor aproveitamento dos recursos naturais e maior eficiência energética. 

Para a concretização do projeto foram investidos 11 milhões de reais (4,78 milhões de euros), obtidos através de uma parceria entre o Governo do Estado do Rio de Janeiro e o grupo ThyssenKrupp CSA. 

Localizado numa região carente do Rio de Janeiro, no bairro de Santa Cruz, na zona oeste da cidade, o novo colégio recebeu desde telhado com estufa para a utilização do calor do sol como energia elétrica, até sistemas hidráulicos para o reaproveitamento da água das chuvas. 

Os basculantes das janelas são feitos de acrílico, ao invés de vidro, e o telhado recebeu vegetação especial que diminui a retenção de calor e ajuda na reabsorção da água da chuva.  

"O nosso interesse é incentivar a construção sustentável enquanto conceito, mostrar que é possível fazer isso dentro dos prédios públicos e a partir de então gerar uma redução de gases de efeito estufa, o que contribui para uma estratégia mundial nessa direção", explicou à Lusa o diretor da Thyssen responsável pelo projeto, Luiz Claudio Castro. 

De acordo com o empresário, todo o conjunto de medidas adotadas no prédio permite que a unidade reduza o seu consumo de energia em até 50 por cento em relação a outras construções de igual porte.   

A intenção é que o colégio "seja um exemplo pioneiro para uma grande onda de construções sustentáveis no Brasil", ressaltou. 

Lâmpadas LED, recolha seletiva de lixo e espaço para reciclagem de material, além de uma horta plantada pelos próprios alunos, tudo foi avaliado para obter a certificação internacional LEED, que inclui o colégio do Rio entre as 120 instituições de ensino que possuem o selo, a maioria localizada nos EUA. 

Concedida pela U.S. Green Building Council, a certificação comprova que determinada construção atinge os critérios de racionalização no uso e na administração de recursos como água e energia. 

Destinado aos jovens do segundo ano, o novo colégio recebeu mais de 1.800 inscrições e os 200 alunos escolhidos para estudar na escola-modelo tiveram de fazer um exame de seleção. 

Laríssia Monique, de 15 anos, garante que valeu a pena e que o ensino na instituição é muito diferente da outra escola onde estudava.
 
A aluna contou à Lusa que receberam informações a respeito de todos os equipamentos especiais utilizados na construção e realizam diariamente trabalhos ligados à reciclagem e melhor uso dos recursos naturais, o que despertou nela uma nova consciência em relação ao meio ambiente. 

"Na nossa casa nós não temos esse contacto todo com a educação em relação ao meio ambiente, com todo esse foco em sustentabilidade que temos aqui", destacou.  

A escola foi batizada com o nome do sul-africano Erich Heine, ex-executivo da companhia ThyssenKrupp que morreu no acidente do voo Rio-Paris da Air France em 2009.



Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo