Garota da Nova Zelândia leiloa a virgindade na Internet

Uma adolescente da Nova Zelândia leilou sua virgindade por US$ 32.000 na internet. Ela quer pagar seus estudos com o dinheiro. A polícia avisa que ela não está infrigndo nenhuma lei, mas que pode ser um negócio arriscado demais. 

A garota de 19 anos ofereceu sua virgindade no site www.ineed.co.nz site sob o nome "Unigirl", dizendo que ela iria usar o dinheiro para pagar suas mensalidades. Ela disse em um post que mais de 30.000 pessoas tinham visto o seu anúncio e mais de 1.200 fizeram propostas. 



Ao contrário dos sites similares da Nova Zelândia, no site ineed o conteúdo das propostas não está disponível para os outros usuários. 

A prostituição é legal na Nova Zelândia, nos termos da legislação considerada mais liberal do que em muitos países. A prostituiçãoentre adultos responsáveis é permitida em prostíbulos e nas ruas. Oferecer serviços sexuais em anúncios impressos e online também é legal. 

O porta-voz da Polícia Nacional, Jon Neilson disse que nenhuma lei parece ter sido violada. 

Mas, "gostaríamos de sugerir que não é uma prática segura", Neilson disse à Associated Press. "Há definitivamente as questões de segurança pessoal" na utilização de salas de chat, redes sociais e outros sites da Internet que podem ser usados para promover encontros entre estranhos. 

Unigirl, em seu post inicial, descreveu-se como atraente e saudável. Ela não postou nenhuma foto de si mesma, e os candidatos não parecem ter uma maneira de confirmar qualquer um dos detalhes dos seus posts. 

Unigirl disse que estava desesperada por dinheiro para pagar as taxas da universidade. 

"Eu estou oferecendo minha virgindade, por concurso, para o maior lance, desde que todos os aspectos de segurança pessoal sejam observados", disse o anúncio. "Esta é minha decisão tomada com plena consciência das circunstâncias e possíveis consequências." 

A internet tem sido cada vez mais utilizada para a oferta de serviços e organização de sexo, e as preocupações de segurança têm seguido rapidamente. 

Nos Estados Unidos, um ex-estudante de Medicina, Philip Markoff , declarou-se culpado de matar um massagista que conheceu no site de anúncios de classificados Craigslist, além de estuprar uma stripper e roubar uma outra mulher que ele conheceu da mesma maneira. 

Catherine Healy, do Coletivo de Prostitutas da Nova Zelândia, um grupo que representa os trabalhadores do sexo em questões de saúde e direitos humanos, acredita que a adolescente entrou no mundo do trabalho sexual. 

"A quantidade de dinheiro é absolutamente enorme – o que a coloca sob uma enorme pressão para realizar todo o tipo de atos", disse Catherine. 

Mas a representante das prostitutas dá outra possibilidade: “talvez o vencedor queira "salvar" a adolescente e não peça para ter relações sexuais”. 





http://www.abril.com.br/

1 Comentário:

Allan Donnola disse...

Mundo Absurdo agora vejamos esse caso entre milhares de mulheres que querem dinheiro isso pode até virar moda e muita gente vai fazer isso como meio de vida

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo