Poesias dispersas - UM ANJO [4]

RJ, out. 1855

À MEMÓRIA DE MINHA IRMÃ

Se deixou da vida o porto

Teve outra vida nos céus.

A. E. ZALUAR

Foste a rosa desfolhada

Na urna da eternidade,

Pr’a sorrir mais animada,

Mais bela, mais perfumada

Lá na etérea imensidade.

Rasgaste o manto da vida,

E anjo subiste ao céu

Como a flor enlanguecida

Que o vento pô-la caída

E pouco a pouco morreu!

Tu’alma foi um perfume

Erguido ao sólio divino;

Levada ao celeste cume

C’os Anjos oraste ao Nume

Nas harmonias dum hino.

Alheia ao mundo devasso,

Passaste a vida sorrindo;

Derribou-te, ó ave, um braço,

Mas abrindo asas no espaço

Ao céu voaste, anjo lindo.

Esse invólucro mundano

Trocaste por outro véu;

Deste negro pego insano

Não sofreste o menor dano

Que tu’alma era do Céu.

Foste a rosa desfolhada

Na urna da eternidade

Pr’a sorrir mais animada

Mais bela, mais perfumada

Lá na etérea imensidade.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo