Poesias dispersas - SOUVENIRS D'EXIL [85]

(tradução de poema de CHARLES RIBEYROLLES)

Flor a abrir entre nós, surge agora um infante;

Fronte loura a sorrir em nossa proscrição,

Os numes vêm cercá-lo em seu berço galante,

E para erguê-lo ao céu todos lhe abrem a mão.

Mas ele que será? Calvinista ou romano?

Ou turco, ou querubim de Lutero, ou judeu?

E que santo do céu a este lírio humano,

Ao costume fiel, dará o nome seu?

É o beijo das mães, entre nós... o batismo,

Esse amoroso olhar que nos embala então!

Nós não temos por dogma a fé do barbarismo

E nem numes fatais de sangue e de opressão.

Batizamo-lo em ti, ó liberdade santa,

Alma dos bravos desce — eis um berço infantil.

O teu signo de luz, tua altivez lhe implanta,

Os velhos bendirão a tua mão viril!

Espírito de luz — eia, marchar — avante!

Nossos ossos em pó reflorirão por dom!

Mas conservai a fé, e o futuro radiante,

Lutar é um dever — lembra-te, Charles Frond!

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo