Poesias dispersas - DORMIR NO CAMPO [55]

Ao terno suspirar do arroio brando,

Quanto é belo o repouso em campo ameno!

Em noite de verão, que a brisa geme,

Em noite em que o luar brilha sereno!

Acorda-se alta noite: no silêncio

Envolta jaz a terra adormecida;

Verseja-se um minuto, à noite, à lua,

E torna-se a dormir... Que bela vida!

Se se ouve o piar d’ave noturna

Solta-se a ela mesma um doce canto,

Lança-se extremo olhar da lua ao brilho

Estorna-se a dormir sob seu manto.

Não há vida melhor por certo; eu juro

Não a trocar por outra ainda que bela;

Não há nada no mundo mais sublime

Que um homem contemplar a sua estrela.

É belo o despertar, abre-se os olhos

Suavemente as pálpebras se erguendo

Dir-se-ia a serena e branda aurora.

Que vai rubra madeixa desprendendo.

Senta-se abrindo os olhos, bocejando.

Lançando à banda a destra agarra a lira,

Preludia-se um canto, um canto d’alma

E o terno coração terno suspira.

Erguendo-se sacode a véstia, as calças,

Compõe-se o vestuário com asseio,

E cuidadoso segurando a lira,

Vai-se dar pelo campo almo passeio.

Procura-se depois uma serrana

E se tece uma endeixa após um beijo

(Que é de beijos que o vale se sustenta)

Embora à face ardente assome o pejo.

Não há vida melhor, por certo, eu juro

Não a troco por outra, ainda que bela;

Não há nada no mundo mais sublime

Que amar-se alguma rústica donzela!

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo