Poesias dispersas - DAI À OBRA DE MARTA UM POUCO DE MARIA [30]

Daí à obra de Marta um pouco de Maria,

Dai um beijo de sol ao descuidado arbusto;

Vereis neste florir o tronco erecto e adusto,

E mais gosto achareis naquela e mais valia.

A doce mãe não perde o seu papel augusto,

Nem o lar conjugal a perfeita harmonia.

Viverão dous aonde um até 'qui vivia,

E o trabalho haverá menos difícil custo.

Urge a vida encarar sem a mole apatia,

Ó mulher! Urge pôr no gracioso busto,

Sob o tépido seio, um coração robusto.

Nem erma escuridão, nem mal-aceso dia.

Basta um jorro de sol ao descuidado arbusto,

Basta à obra de Marta um pouco de Maria.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo