Poesias dispersas - AS NÁUFRAGAS [99]

(Duas meninas cearenses que vinham no vapor Bahia.)

“Verdes mares bravios, verdes mares

Do Ceará” — que a musa de Iracema

Cantou um dia, e que na hora extrema

Certo entreviu nos últimos olhares,

Ó verdes mares, onde essas crianças

Aprenderam brincando a andar ao largo,

Rir do vosso estertor válido e amargo,

E as águas bravas converter em mansas,

Cantai agora, murmurai contentes

De saber que ambas, débeis e valentes,

Viram a morte e não tremeram dela,

Antes, cortando as ondas insofridas,

Salvaram, mais que as suas próprias vidas,

Outra que nunca pôde ser mais bela.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo