Gazeta de Holanda - N.° 38

29 DE NOVEMBRO DE 1887.

Voilà ce que l'on dit de moi

Dans la Gazette de Hollande.

Nascimento cura, cura,

Curandeiro Nascimento;

Curandeiro fura, fura,

Fura-vida e fura-vento;

Pois que tens a liberdade

De curar tantas mazelas

Que devastam a cidade,

Curar e viver por elas;

Tudo isso com quatro passes

De evocação de defuntos,

Que, sem que mostrem as faces,

Todos ali falam juntos;

Espíritos diferentes;

Um cura barriga da água,

Outro arranca um ou dois dentes,

Sem deixar sangue nem mágoa:

E mais que tudo, são grandes

Em ler, como as adivinhas,

Para o que, basta que mandes,

Com tais e tais palavrinhas;

Nascimento (apre! que custa

Desfiar um pensamento

Verso abaixo! Custa e assusta).

Dize-me cá, Nascimento,

Dize o que virá de Minas,

Se queijo, tabaco, ou lombo,

Se cousas mais superfinas,

Quem dá pulo e quem dá tombo.

Antes que tudo nos venha,

Veio muita porcaria,

Muita rixa e muita lenha,

Pulso de gente bravia.

Palavreada sem estilo...

Ao menos, se os escritores

Nos fizessem ler aquilo

Com alguns poucos lavores,

Dariam à pobre gente

Que vive de outros negócios

Um recreio de patente

Para entreter os seus ócios.

Então, padecesse o Veiga,

Calmon, Santa Helena e o resto,

Para uma pessoa leiga

Era um gosto puro e honesto.

Lia em boa e sã linguagem

Que o vizinho era um modelo

De ignorância e parolagem,

Um papagaio e um camelo.

E, vice-versa, diria

O vizinho assim tratado,

Que a maior patifaria

Tinha no outro o grão-mestrado.

Eram certamente afrontas,

Mas rendilhadas, cobertas

De corais e finas contas,

Menos que afrontas, ofertas.

Ah! mas justamente é isso

O que faria à polêmica

Perder o melhor feitiço,

E pô-la inválida e anêmica.

E por que tanto barulho?

Para ter lugar marcado

Na casa, que é nosso orgulho,

E a que chamamos senado.

Que vale a pena, isso vale!

Ponham-me ali já eleito

Pela serra ou pelo vale,

E verão se não aceito.

Aceito, fico e sustento,

Com alma, com heroísmo,

Esse forte monumento,

Flor do parlamentarismo.

Uma só condição, uma,

Para pleitear aquilo

Descompostura nenhuma,

Ou nenhuma, ou com estilo.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo