Crisálidas - AS VENTOINHAS

1863

 

Com seus olhos vaganaus,

Bons de dar, bons de tolher.

 

SÁ DE MIRANDA

 

A mulher é um cata-vento,

       Vai ao vento,

Vai ao vento que soprar;

Como vai também ao vento

       Turbulento,

Turbulento e incerto o mar.

 

Sopra o sul; a ventoinha

       Volta asinha,

Volta asinha para o sul;

Vem taful; a cabecinha

       Volta asinha,

Volta asinha ao meu taful.

 

Quem lhe puser confiança,

       De esperança,

De esperança mal está;

Nem desta sorte a esperança

       Confiança,

Confiança nos dará.

 

Valera o mesmo na areia

       Rija ameia,

Rija ameia construir;

Chega o mar e vai a ameia

       Com a areia,

Com a areia confundir.

 

Ouço dizer de umas fadas

       Que abraçadas,

Que abraçadas como irmãs,

Caçam almas descuidadas...

       Ah! que fadas!

Ah que fadas tão vilãs!

 

Pois, como essas das baladas,

       Umas fadas,

Umas fadas dentre nós,

Caçam, como nas baladas;

       E são fadas,

E são fadas de alma e voz.

 

É que — como o cata-vento,

       Vão ao vento,

Vão ao vento que lhes der;

Cedem três cousas ao vento:

       Cata-vento,

Cata-vento, água e mulher.

 

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Troca de Links - Parceiros RSS Search Site no Esquillo Directorio Twingly BlogRank Teaching Blog Directory GoLedy.com Divulgue seu blog! Blogalaxia BRDTracker Directory of Education/Research Blogs Top Academics blogs Education and Training Blogs - BlogCatalog Blog Directory blog directory Blog Search: The Source for Blogs Submit Your Site To The Web's Top 50 Search Engines for Free! Sonic Run: Internet Search Engine Estou no Blog.com.pt
http://rpc.twingly.com/

  ©Trabalhos Feitos / Trabalhos Prontos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo